O corpo inteligente

May 30, 2011

Nosso corpo funciona através de uma rede altamente complexa de sistemas e eventos celulares e fisiológicos, onde cada ação orgânica gera uma reação em cadeia. Seu equilíbrio se traduz em harmonia, e sua falta de sincronismo causa um desarranjo orgânico.

Os métodos de treinamento físico têm a finalidade de aprimorar o trabalho do sistema musculoesquelético, respeitando a individualidade de cada pessoa. Cada método com suas particularidades, todos buscam gerar harmonia para desenvolver as habilidades corporais e, consequentemente, melhorar a capacidade funcional de quem pratica.

O Treinamento Funcional tem como objetivo principal trabalhar todas as capacidades do indivíduo, ou seja, tudo o que o ser humano é capaz de fazer, com esse tipo de trabalho, ele fará melhor ainda. Em todas as eventualidades em que necessitar seja de força, de equilíbrio, de coordenação, de agilidade, ou de qualquer outra funcionalidade física, o corpo responderá de forma automática e inteligente.

Numa única sessão de treino nós trabalhamos, de forma atrelada, todas essas capacidades físicas, aproveitando totalmente a integração orgânica do corpo humano, tornando-o mais inteligente para a realização de movimentos.

Coordenação e agilidade

Consciência corporal, equilíbrio, força

Equilíbrio, coordenação

Cada vez mais se fala da importância de fortalecer o core. Manter forte esta parte do tronco, que engloba os músculos abdominais, lombares, do quadril e complexo pélvico, melhora o desempenho funcional nos esportes e nas atividades diárias, além de prevenir lesões.

Por estar localizado no centro do corpo humano, a região do core é responsável pela geração de força na realização dos movimentos. Um core bem fortalecido torna o corpo mais consciente e preparado para executar com eficiência as exigências mecânicas de qualquer tipo de atividade.

Exercícios de estabilização, rotação, e flexão e extensão de tronco: esta é a tríade de fortalecimento básico dos músculos do core.

Existem incontáveis variações de exercícios que fortalecem o core. Separei três exemplos de exercícios mais simples e práticos:

EstabilizaçãoCom perna e braço opostos estendidos, realize esse exercício de forma estática. Faça 3 séries contando 20 segundos para cada lado.

Flexão e extensão de troncoDeitado sobre a bola, realize flexão e extensão do tronco. Os pés escorados numa base de apoio firme melhora a qualidade da execução desse exercício. Faça 3 séries de 15 repetições.

Rotação de troncoCom o corpo estático nesta postura, segure um peso de leve a moderado, rodando o tronco de um lado para o outro. Faça 3 séries de 30 repetições.

Uma das atividades físicas que mais adquire adeptos atualmente é a Corrida. Roupas leves, tênis adequado e aptidão clínica são suas exigências, sendo de fácil acesso a todos os públicos, perfis e níveis de condição física.

No entanto, o corredor, além de um programa de treino compatível com a sua condição física e técnica, deve ter em mente que um programa de fortalecimento e de preparação muscular para as estruturas do corpo mais exigidas durante a prática da Corrida, é de fundamental importância para o seu desempenho e integridade física.

Todo o corpo é exigido durante a Corrida, porém as estruturas dos membros inferiores, do quadril, da coluna lombar e abdome devem ter uma atenção especial no programa de preparação muscular. Essas regiões são responsáveis por estabilizar, impulsionar, acelerar e freiar o corpo durante as etapas do gesto de técnico de correr.

Abaixo seguem algumas dicas de exercícios para incrmentar a  performance e prevenir lesões:

Comece com o peito do pé sobre a bola; impulsione-a para trás e ao mesmo tempo flexione a perna correspondente ao pé que está no chão. Faça de 2 a 3 séries de 10 repetições para cada lado.

Faça três séries, contando 20 segundos para cada lado. Lembre-se de respirar normalmente.

Com os pés firmes sobre a bola, eleve e abaixe o quadril, fazendo 3 séries de 15 movimentos.