Quando se fala da prática de esportes, logo se pensa nos seus benefícios físicos. Contudo, além disso, vêm à tona também vários outros aspectos positivos, dentre eles podemos destacar os sociais e psicológicos.

É evidente que os praticantes de qualquer modalidade esportiva têm os seus sistemas fisiológicos mais equilibrados e ajustados para as eventuais solicitações físicas das mais diversas origens, cujas quais, todos nós estamos sujeitos e expostos. Quanto mais cedo se der essa prática, mais latente isso será durante todas as fases da vida, mesmo que a prática esportiva seja interrompida. É uma memória que o corpo carregará pela vida.

A pessoa que pratica esporte tem seu sentimento de cidadania enriquecido, através do desenvolvimento da disciplina, do respeito (aos colegas, adversários, treinadores ou professores, etc.), e de outras nuances que fazem parte desse meio. Atrelado a isso, os percalços, as alegrias, as frustrações, a superação, e outras experiências vividas no esporte exercitam a confiança e a auto afirmação do indivíduo, fazendo com que ele conviva melhor em sociedade e em família, e se torne mais preparado para vida.

Por isso, é importante haver uma mobilização maior dos nossos governantes e autoridades, no sentido de se criar um modelo de planejamento estrutural abrangente, voltado ao incentivo à prática de esportes no país, principalmente dentro do sistema educacional.

Advertisements